O que a tua empresa devia aprender sobre inclusão LGBTQI com as Nações Unidas

Foto de grupo de participantes da UN TAW 2023 no edifício da UNAIDS; Inclusão LGBTQI

Se a inclusão LGBTQI+ ainda não chegou à tua empresa ou organização então não estás a liderar! 

 

No passado dia 18 de junho, iniciou-se a sétima edição da United Nations Trans Advocacy Week 2023 (UN TAW 2023). A semana foi intensa e cheia de eventos diplomáticos onde o nosso CEO, Andreo Gustavo, teve a oportunidade única de escutar e dialogar com representantes e especialistas ao nível da Nações Unidas. 

Se queres aprender a modelar exemplos de sucesso para a tua organização, lê o artigo completo.

Um dos primeiros encontros deu-se com Suki Beavers, Diretora da Gender Equality, Human Rights and Community Engagement na UNAIDS – Departamento de Igualdade de Género, Direitos Humanos e Interação Comunitára. Percebemos que a UNAIDS é uma das organizações da ONU que mais investe e financia ações comunitárias que pretendem apoiar comunidades LGBTQI+ afetadas pelo HIV/SIDA a nível mundial.  Toda a equipa de Suki Beavers se mostrou consciente dos desafios desta comunidade e em particular de pessoas trans. 

Sem dúvida que estão no bom caminho para a liderança sustentável da sua organização pela forma interseccional com que olham para os problemas e soluções. 

Foto de grupo de participantes da UN TAW 2023 no edifício da UNAIDS

Legenda: Grupo de participantes e representantes da organização da UN TAW 2023 com Suki Beavers e a sua equipa, no edifício da UNAIDS em Genebra, Suiça.
Créditos: GATE Communications Officer, Naomhán Oconnor

 

Poderás perguntar-te o que é que isto tem a ver com liderança e com a tua organização. Pois bem, tudo! Nos tempos que correm, qualquer organização que não conseguir acompanhar a evolução mundial e as necessidades socio-económicas poderá facilmente ficar para trás. 

As empresas e organizações são cada vez mais olhadas pela sociedade por aquilo que conseguem fazer além da venda dos seus produtos e serviços.  Cada vez mais se valorizam empresas e organizações que tenham a sua responsabilidade social e ambiental em dia! 

 

A inclusão de pessoas LGBTQI+ nos espaços laborais, nas estruturas e cultura de uma empresa tem de ser uma prioridade para aquelas que querem ser reconhecidas como promotoras de ambientes extremamente saudáveis para a evolução profissional das pessoas colaboradoras. 

 

1 – Respeita os Direitos Humanos

de pessoas trabalhadoras, clientes e representantes da comunidade LGBTQI+.

Se não sabes se tens pessoas colaboradoras ou clientes LGBTQI+, então significa que ainda não fazes recolha de dados essenciais para perceber as diferentes necessidades do teu talento e do teu publico.

 

2- Aprende com quem lidera!

A Global Fund e a Missão Permanente dos EUA na ONU formam duas das organizações que mais me impressionaram pela positiva no que toca a respeitar e mostrar o apoio não só para com pessoas trabalhadoras, como pela comunidade que as visita. No dia 21 e 22 de junho tivemos a oportunidade de dialogar com estas entidades e posso dizer que me senti em casa! Repara nas estratégias de inclusão adotadas:

a) por fora do edifício, na entrada, tinham as chamadas “Rainbow flags”, tal como colocaram bandeiras dentro do edifício para assinalar o mês do orgulho LGBTQI+. 

Andreo Gustavo na entrada do edifício da Global Fund, em Genebra

b) uma das pessaos colaboradoras, uma pessoa trans, recebeu-nos e fez a visita guiada ao edifício apresentando-nos ao staff que se encontrava no edifício (e é bem grande o edifício). 

c) reparamos na identificação que trazia bem como nos pins LGBTQI+ que podia usar (e pode usar todo o ano).

cartão identificativo com bandeiras lgbt

3 – Elimina o preconceito e discriminação

em relação a pessoas colaboradoras ou trabalhadoras que sejam LGBTQI+.

A tua entidade já recebeu formação específica sobre vieses inconscientes LGBTQI+ fóbicos ou discriminatórios e que prejudicam o relacionamento entre pessoas, o ambiente de trabalho e a produtividade?

A liderança da tua empresa já recebeu formação para transformar as suas estruturas e cultura?

 

4 – Mostra apoio e suporte

a todas as pessoas, independentemente da sua orientação afetivo-sexual ou identidade de género, e mostra especialmente que todas as identidades e que toda a diversidade é bem-vinda no local de trabalho e fora dele. 

Há várias formas de mostrar esse apoio, direta ou indiretamente, e de enviares uma mensagem de aceitação e inclusão da diversidade sexual e de género. Nas políticas e programas da tua empresa ou organização esse apoio deve ser explícito e claro.

 

 

Autor

Partilhar

Explorar mais

Relatório de atividades da plataforma transparente
Pessoas

O que é a Plataforma TransParente?

O que será que andas a perder? Explora o nosso relatório e o impacto transformador que as nossas atividades têm para a sociedade em geral, para as pessoas LGBTQI+, e em particular para as pessoas trans e suas famílias, que apoiamos ao longo destes últimos anos. Junta-te a nós!